Grupo Angolano de Hip Hop Residente atualmente em Londres falam da sua carreira e projetos futuros

Entrevista com o Mano mais Velho dos Makotas a partir de Londres
Publicado em 22/05/2012 por simahoss | Editar

My sisters, my brother & i. My People. Da esquerda a direita: Lady B (Elisabeth), Mr. Nascy (Nascy da Cruz), C. bratt (Claudia da Cruz), & Sbasta (Kambaxi).
Na madrugada do dia 22 de Maio, entrevistei o musico Sbasta Gomes o mano mais velho do quarteto os Makotas que estão a regidir em Londres, por um lado a musica e por outra os Estudos. Um grupo de 4 irmãos da mesma ventre, que com muita responsabilidade fazem a musica a partir da Europa. Sbasta Gomes falou de muitas coisas que tem haver com a sua musica e dos seus sonhos também como Cidadão, preocupado com o seu País que o viu nascer.

Pergunta: Que horas são e como esta o clima ?

Resposta: Ya são 03:43, nessa altura do ano as horas mudam,aki eh sempre a mesma desgraca d clima mano, sempre frio com ceu cinzento malaike, mano ahahahahahahahahahah Angola é melhor, se pudesse trocaria contigo.

Pergunta: O que é estar tanto tempo fora da banda, do Calulu, Kissaka, ou vocês conseguem isto aí ?

Resposta: Apesar de não ter a mesma qualidade, mas conseguimos encontrar tudo isso cá

Pergunta: O que é viver na Europa ?

Resposta: Seria bom um dia viveres na Europa, pra veres com os teus olhos… conhecer um pouco o europeu!!! talves serias como eu, totalmente apaixonado por Africa e os Africanos!!! A Europa não é grande coisa, mano! vivemos cá a 21 anos, e jamais trocaremos isso pela nossa amada Africa!!! afirmou.

Pergunta: A musica fiquei gago é uma historia real,ficaste gago com alguém em especial ?

Resposta: Sim… a Mulher Africana em geral, e a Angolana em particular.
Simão Pascoal Hossi: Me fale também da voz que faz o Corro, e quem fez a produção da musica?

Sbasta Gomes: Coros foram escritos e feitos (cantados) pelo multitalentoso Tony Laf…produção feita pelo multitalentoso Nzuze Utola…musica escrita por nos (Makotas)

Simão Pascoal Hossi: Aquele mercado os recebem bem ? ou seja a vossa musica toca lá ? tem tido muitos espetáculo naquelas paragens ?

Sbasta Gomes: não… já tivemos um tempo em que participavamos em atividades cá, competições etc… já tocamos em radios de nome cá,mas eh super dificel, as grandes companias dominam as radios!!!

Simão Pascoal Hossi: Imagino, mais aí para a musica tocar na Radio eles pagam ?

Sbasta Gomes:Quando estas ligado a uma companhia, sim…mas se fores alguém como que sonha ter suas musicas tocar nas radios escutadas por uma nação inteira, apenas agradeces a Deus por tocarem a tua musica.

Simão Pascoal Hossi: E como esta o Tony Laf?

Sbasta Gomes: Tony Laf xta super… já livre do contrto sufocante com a Sony.esta a gravar novos trabalhos.

Simão Pascoal Hossi:Como vai o seu Projecto Musical ?

Sbasta Gomes: De bom pra melhor, terminou a licenciatura agora!

Simão Pascoal Hossi: Ele tinha assinado com Sony?

Sbasta Gomes: Não, a Sony é que lhe assinou!!! ahahahahahahaahahahaha,depois do show em que ele participou cá.

Simão Pascoal Hossi: Como assim ? Ele esta pra voltar já a Terra mãe ou não ?

Sbasta Gomes: ainda não.

Simão Pascoal Hossi:Voces estão a estudar ou a trabalhar somente ?

Sbasta Gomes: Eu estudo e trabalho, o resto já terminou a faculdade. Uns estão apenas a espera do resultado, e outros já estão em Angola.

Simão Pascoal Hossi: Então estais lá sozinho ? Neste caso como vocês fazem o vosso trabalho separados fisicamente ?

Sbasta Gomes: Não o grupo, apenas uma das manas esta em Angola, eu , a outra menina e outro rapaz estamos cá.

Simão Pascoal Hossi: Voces sois mesmos irmãos ou seja familiares ?

Sbasta Gomes: Sim, filhos do mesmo Pai e da mesma Mae

Simão Pascoal Hossi: Confirmas também serem de Malange?

Sbasta Gomes: Nao, somos de Nambuangongo, Bengo apesar de termos nascido em Luanda, Nambuangongo é a nossa terra. Nascer em Luanda foi um acidente

Simão Pascoal Hossi: Conheço Nambuangongo, sabem do estado que se encontra a vossa Provincia e a localidade de os viu nascer? O que pensam fazer apos estar aqui no País definitivamente ?

Sbasta Gomes: Contribuir de forma positiva pra o reencontro do homem/mulher Angolano/a…Somos um povo perdido, sem identidade, educação.

Simão Pascoal Hossi: Eu pessoalmente conheci Nambuangongo e aquilo esta muito mal pá, vão dedicar uma expecial atenção a esta localidade que os viu nascer ?

Sbasta Gomes: Certamente, a atual condição de Nambuangongo esta ligado a historia da luta de libertacao nacional, pra percebermos o porque da actual condição, teriamos que perceber o papel de Nambuangongo na luta contra os Portugueses. Educação é a chave pra um desenvolvimento sustentável.

Simão Pascoal Hossi: Pensam usar dos vossos conhecimentos e experiencias Europeias para ajudar aquelas Crianças e juventude que esta meio esquecido desta Angola?

Sbasta Gomes: Certamente. Por isso é que eu disse antes que precisas um dia vir pra cá. Viver com o europeu pra conheceres quem eles realmente são, testemunhar com os teus próprios olhos o que eles dizem ao povo dele a nosso respeito,e comparar ao que eles dizem na nossa presença quando estao em Africa!!!

Simão Pascoal Hossi:Quem são os Makotas na realidade ?

Sbasta Gomes: Hahahahahahahahaha….Quatro manos (do mesmo ventre) empenhados na arte de fazer musica, musica pra informar, unir, educar, e estimular a mente Africana em geral… Somos Angolanos, mais propriamente Africanos… Mas acima d tudo, seres humanos.

Simão Pascoal Hossi: A quanto tempo existe os Makotas como um grupo?

Sbasta Gomes: Desde 97… sofreu algumas alterações com o decorrer do tempo, alterações feitas por Deus, nosso pai e Criador.

Simão Pascoal Hossi: Que alterações foram estas feitas por Deus o vosso pai e criador ?

Sbasta Gomes: Alguns membros deixaram o grupo, premitndo o grupo a encontrar-se conforme o Criador idealizou.Nzuze Utola, um primo nosso, e Angelica, uma prima nossa, faziam parte do grupo inicialmente.

Simão Pascoal Hossi: E o que estes fazem agora? Porque é que eles deixaram o grupo real razões ?

Sbasta Gomes:hahahahaahahahaha, a prima Angelica vive em Luanda, mudou-se pra Luanda já a muitos anos. Ja constitui a sua família, o primo Nzuze Utola, continua cá… sempre ligado a musica e é um dos nossos produtores.Saiu do grupo porque decidiu reagrupar os Zona Kidi, o seu grupo de origem e do coração.

Simão Pascoal Hossi: Como vocês caracterizam a vossa musica ? qual a vossa identidade musical?

Sbasta Gomes: Somos categoricamente Hip-Hop. Rap music é o que fazemos.

Simão Pascoal Hossi: Sentem-se satisfeito pelo que fazem? onde é que realmente os Makotas quer chegar com a Musica?

Sbasta Gomes: Fazemos musica por conta própria, se nela não encontrassemos satisfação, creio que não faria sentido gastarmos o que nela gastamos, uma vez q o tempo é irrecuperável. A nossa satisfação é algo que dinheiro não compra, é algo genuino, puro e saudável…Aonde queremos chegar? Lol… Os Makotas são como um peixinho num rio. Eventualmente, todo rio vai ate ao oceano, um corpo inteminavel de água. Esse peixinho não quer ser o tubarão, apenas um peixinho respeitando como os outros peixes no oceano, o oceano é vasto,onde iremos chegar o nosso Criador ja determinou, no momento certo por ele determinado, iremos saber.

Simão Pascoal Hossi: Quais são as suas fontes de espiração?

Sbasta Gomes: Africa, Angola e o mundo,as nossas fontes são diversas desde os músicos Angolanos aos internacionais passado e presente.

Simão Pascoal Hossi: Pensam um dia cantar Kuduro, Semba, Kisomba, Sungura, e outros estilos que carateriza Angola ?

Sbasta Gomes: Pensar não, mas nunca diremos NUNCA!!! O dia de amanha ao Criador pertence!!!

Simão Pascoal Hossi: Voces tem um cantor ou Bande Angolana ou Estrangeira que vocês tiram o chapeu?

Sbasta Gomes: Muitos,seria mentira se eu dissesse que não existe artistas em Angola que nos impressionam, alias, seria estupidez, Angola tem e sempre teve artistas bastante criativos… uma pena existir ainda muitas limitações e Africa ocupar uma posição desfavorecida na arena mundial, abençoados e criativos ou nao, a nossa posição nos impossibilita de mostrar as nossas qualidades ao mundo, pois ele é feito de injustiças.

Simão Pascoal Hossi: Os músicos se preocupam com a sociedade ou a vida politica ?
Sbasta Gomes: Refere-se a nós, ou aos músicos em geral?

Simão Pascoal Hossi: O vosso caso concreto?

Sbasta Gomes: Absolutamente mano, claro que nos preocupamos com a sociedade, as vezes sentimos que nos preocupamos demais, alem de filhos, somos pais, irmãos e tios… como é possível não nos preocuparmos com a sociedade! É nela em que teremos que cuidar e viver com os nossos familiares e amigos, com o povo em geral… Politica é o que determina as nossas vidas na sociedade, é importante que tenhamos conhecimento sobre politica, e principalmente sobre o sistema politico em que supostamente vivemos,se dependesse de nós, politica faria parte do Currículo Nacional, pra que todo cidadão tivesse conhecimento, contrario da falta de conhecimento sobre o sistema que dita as regras do como devemos viver numa determinada sociedade.

Simão Pascoal Hossi: Estais a me dizer que este tema tinha que ser ensinado nas escolas básicas e medias em Angola ou de que forma vocês gostariam ver isto ?

Sbasta Gomes: Sim, penso que devia ser ensinado nas escolas, juntamente com as línguas nacionais e a historia de Africa antes da ivasao Europeia de 1440 (a escravatura).

Simão Pascoal Hossi:
Voces falam a uma lingua nacional ? Se sim Qual ?

Sbasta Gomes: Lamentavelmente, nao falamos… apenas conhecemos algumas palavras na nossa lingua materna. (Kimbundu).

Simão Pascoal Hossi: Quantos CDs tem os Makotas? Quantos Albuns no mercado?
Sbasta Gomes: Um album e um single.

Simão Pascoal Hossi: Qual a avaliação que fazem do álbum venderam mais em Angola ou na Europe?

Sbasta Gomes: em Angola sem duvidas, apenas foi comercializado em Angola.
Simão Pascoal Hossi: Tem a ideia de quantas copias venderam em Angola? ainda tem os discos na casa de musica ?

Sbasta Gomes: Nao tenho a minima ideia, mano, o albul foram directamente as lojas d discos da capital… isso foi em 2000, penso eu
Simão Pascoal Hossi: Para terminar uma mensagem aos seus fãs ou admiradores, e o que estes esperam de vos ?

Sbasta Gomes: Nao deixem nunca de sonhar, escrevem, cantem, dancem, façam teatro e tc… nunca abandonem a arte, dediquem-se cada vez mais… nos faremos o mesmo com a intenção d contribuir pra engradecimento das artes, daremos o nosso melhor pra q um dia gerações vindouras possam apreciar a nossa musica com orgulho de serem Africanos. Paz, amor, saude, respeito, harmonia, uniao, prosperidade e benção ao continente berco, e o nosso maior desejo. na paz do meu, teu e nosso Criador benevolente.

Simão Pascoal Hossi: Muito obrigado pela oportunidade e por me conseder a esta entrevista epor me responder de forma clara e desapaixonado conto com voces nas proximas oportunidade

Sbasta Gomes: Sempre mano, espero ter feito o seu tempo útil, e espero não ter ofendido ninguem, e se assim foi, imensas sinceras desculpas!!!!

Simão Pascoal Hossi: Agradeço a esta prontidão de sua parte,desejo tudo de bom para sí e aos outros integrandes do Grupo

Por Simao Pascoal Hossi

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: